Bem vindos!

...............
Mensagens

LAGRÍMAS OCULTAS






















Lágrimas

Ocultas


Se me ponho a cismar em outras eras

Em que rí­ e cantei, em que era querida,

Parece-me que foi outras esferas,

Parece-me que foi numa outra vida...

E a minha triste boca dolorida

Que dantes tinha o rir das primaveras,

Esbate as linhas graves e severas

E cai num abandono de esquecida!

E fico, pensativa, olhando o vago...

Toma a brandura plácida dum lago

O meu rosto de monja de marfim...

E as lágrimas que choro, branca e calma,

Ninguém as vê brotar dentro da alma!

Ninguém as vê cair dentro de mim.


Autor: Florbela Espanca


2 comentários:

Maria disse...

"...E as lágrimas que choro, branca e calma,
Ninguém as vê brotar dentro da alma!
Ninguém as vê cair dentro de mim..."
Sao estas, as lagrimas que choro/por alguem que tanto adoro/e que esta longe de mim.
Palavras que me tocaram amiga.
Grande beijo

valvesta disse...

ai amiga maria,quem dera tocasse o coração do amado...qual a chave que abre o coraçao de um poeta? continuo batendo... chamando ... amore.

beijinho amiga, obrigada por seu constante carinho; vencerei o vale.