Bem vindos!

...............
Mensagens



Cuerpo de mujer...

Cuerpo de mujer, blancas colinas, muslos blancos,
te pareces al mundo en tu actitud de entrega.
Mi cuerpo de labriego salvaje te socava
y hace saltar el hijo del fondo de la tierra.
Fui solo como un túnel. De mí huían los pájaros
y en mí la noche entraba su invasión poderosa.
Para sobrevivirme te forjé como un arma,
como una flecha en mi arco, como una piedra en mi honda.
Pero cae la hora de la venganza, y te amo.
Cuerpo de piel, de musgo, de leche ávida y firme.
¡Ah los vasos del pecho! ¡Ah los ojos de ausencia!
¡Ah las rosas del pubis! ¡Ah tu voz lenta y triste!
Cuerpo de mujer mía, persistiré en tu gracia.
Mi sed, mi ansia si límite, mi camino indeciso!
Oscuros cauces donde la sed eterna sigue,
y la fatiga sigue, y el dolor infinito.

Pablo Neruda


Neruda, Pablo (1904-1973), pseudônimo, logo nome legal, de Ricardo Eliecer Neftalí Reyes Basoalto, poeta chileno, considerado um dos mais importantes do século XX. Filho de um ferroviário, e órfão de mãe quando havía vivido apenas um mês, escrevia poesia desde muito jovem (Com 16 anos começou a usar o pseudônimo).
Estudou para converter-se em professor de francês, sem chegar a lograr êxito. Seu primeiro livro, foi Crepusculario (1923). No ano seguinte, seu Veinte poemas de amor y una canción desesperada se converteu em um êxito de vendas (superou 1 milhão de exemplares), e o colocou como um dos poetas mais destacados da América Latina. Entre as numerosas obras que seguiram destacam-se Residencia en la tierra (1933), que contém poemas impregnados de trágico desespero ante a visão da existência do homem em um mundo que se destrói, e Canto general (1950), um poema épico-social no qual retrata a América Latina desde suas origens precolombinas. A obra foi ilustrada pelos famosos pintores mexicanos Diego Rivera y David Alfaro Siqueiros. Como obra póstuma publicaram, no mesmo ano de seu falecimento, suas memórias, com o nome Confieso que he vivido. Poeta enormemente imaginativo, Neruda foi simbolista no início, para unir-se posteriormente ao surrealismo e derivar, finalmente, até o realismo, substituindo a estrutura tradicional da poesia por uma forma expressiva mais acessível.
Sua influência sobre os poetas de idioma hispânico foi incalculável e sua reputação internacional superou os limites da língua. Em reconhecimento ao seu valor literário, Neruda foi incorporado ao corpo consular chileno e, entre 1927 e 1944, representou seu país em cidades da Ásia, América Latina e Espanha. De idéias políticas esquerdistas, foi membro do Partido Comunista chileno e senador entre 1945 e 1948. Em 1970 foi designado candidato à presidência do Chile por seu partido e, entre 1970 e 1972, foi embaixador na França. Em 1971 recebeu o Prêmio Nobel de Literatura e o Prêmio Lenin da Paz. Antes havia conquistado o Prêmio Nacional de Literatura (1945).

2 comentários:

Mgomes - Santa Cruz disse...

ola amiga: Llindo poema fizeste uma linda escolha, adorei tambem o texto.
Um beijo
Sanrta Cruz

Alvaro Oliveira disse...

Amiga Valquiria

Finalmente estou de regresso, depois de minha ausencia forçada.
Um belo poema de Pablo. Escelente
escolha.
Continuaqção de uma boa semana.
Beijos

Alvaro