Bem vindos!

...............
Mensagens

Toda a natureza retribui com beleza ao nosso olhar, o colorido expressa a sua emoção, contagia-nos, ninguém consegue ficar indiferente a tanta Beleza.


Sonhar borreal
.
Como um grande beijo soprado

um abraço de luz, quente
em auroras eu me deito.
Me entrego, sobre montes frios
aqueço, encho de alegria o coração.
Deslizo nas entranhas e vales
voo sobre nuvens de prazer
extasiando-me energizada.
São tantas as cores e formas
em cada toque combustão
életrons, prótons, alfa luz, orgasmo celeste
fôlego de sonhos, nuance núpcial
explosão de amor.
Auroras sobre mares
aportando em mim
.
.
valquíria calado
.


A Aurora Boreal?
... é um fenómeno muito distinto do Sol da Meia-noite, embora ambos estes espectaculares fenómenos naturais sejam visíveis apenas nos céus do Norte. Na Lapónia, a Aurora Boreal ocorre 200 dias por ano, embora não seja sempre visível e nunca o seja durante a época do Sol de Meia-noite (no Verão).

A palavra finlandesa que define a aurora boreal, "revontuli", vem de uma fábula lapã ou saami. "Repo" significa raposa (diminutivo) e "tuli" fogo. Sendo assim, o "revontuli" significa "fogo da raposa". Segundo a lenda, as caudas das raposas que corriam pelos montes lapões, batiam contra os montes de neve e as faíscas que saíam desses golpes reflectiam-se no céu.
Os asiáticos acreditam que quem tenha visto a Aurora Boreal viverá feliz o resto da sua vida. Especialmente, acredita-se que seja uma fonte de fertilidade.

Os científicos têm outra explicação para o fenómeno:
As Auroras Boreais são um fenómeno luminoso que ocorre nas zonas polares. Originam-se quando as partículas electricamente carregadas, transportadas pelo vento solar, chocam a grande velocidade com os átomos e moléculas da atmosfera terrestre. Os choques provocam a excitação dos átomos e das moléculas que emitem um fotão luminoso, quando se descarregam.
As auroras boreais mais comuns têm uma cor verde-amarelada, e resultam do choque com átomos de oxigénio a alturas de entre 90 e 150 quilómetros. Também as auroras vermelhas, que ocasionalmente aparecem acima das verdes, são produzidas pelos átomos de oxigénio, enquanto que as azuis se devem aos iões das moléculas de hidrogeno. As auroras boreais produzem-se tanto no Inverno como no Verão, mas são invisíveis à luz de dia e, por isso, não se vêm no Verão. As épocas em que há mais probabilidades de vê-las são em Setembro – Outubro e Fevereiro – Março, a partir das 9 da noite, sendo que a melhor hora é por volta das 23:30- por Guiko na pesquisa da net.



Aurora austral em Wellington, Nova Zelândia.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
A aurora polar é um fenômeno óptico composto de um brilho observado nos céus noturnos nas regiões polares, em decorrência do impacto de partículas de vento solar e a poeira espacial encontrada na via láctea com a alta atmosfera da Terra, canalizadas pelo campo magnético terrestre.[1] Em latitudes do hemisfério norte é conhecida como aurora boreal (nome batizado por Galileu Galilei em 1619,[2] em referência à deusa romana do amanhecer Aurora e ao seu filho Bóreas, representante dos ventos nortes), ou luzes do Norte (nome mais comum entre os escandinavos). Ocorre normalmente nas épocas de setembro a outubro e de março a abril. Em latitudes do hemisfério sul é conhecida como aurora austral, nome batizado por James Cook, uma referência direta ao fato de estar ao Sul.[3]
O fenômeno não é exclusivo somente à Terra, sendo também observável em outros planetas do sistema solar como Júpiter, Saturno, Marte e Vênus.[4] Da mesma maneira, o fenômeno não é exclusivo da natureza, sendo também reproduzível artificialmente através de explosões nucleares ou em laboratório.

10 comentários:

Mgomes - Santa Cruz disse...

Valquiria, Lindo poema e também um lindo texto como sempre gostei.
Beijos.
Santa Cruz

Gisa disse...

Fenômeno de rara beleza para poucos privilegiados...
Um grande bj querida amiga

Edna Lima disse...

Lindo o poema os detalhes e fotos tb. Bjs. Edna.

mfc disse...

Um dia gostava imenso de assistir a este fenómeno atmosférico!

Sonhadora disse...

Minha querida

Uma beleza essas imagens, e o poema como sempre escrito com os dedos da alma, adorei e deixo o meu beijinho.

Rosa

Carla Fernanda disse...

Aposto em vc também!
Beijos e boa noite!
Carla

Lua Nova disse...

Adorei, minha cara! Todos os ingredientes para um post interessante: informação diversificada e poesia!
Me deu vontade de ir lá e ver pessoalmente a Aurora Boreal. Quem sabe um dia. Deve ser um espetáculo sem igual.
Beijokas, querida Valquíria, e seja sempre bem vinda no Chocolate.

Magia da Inês disse...

Oi, amiga!
Passei para ler e admirar sua poesia e também seu texto.
Uma linda terça-feira!
Beijinhos.
Minas.
♥ •˚。
°° 。♥。
●/ ♥•˚。˚
/▌
/ \ 。˚。♥

claudiaymarques disse...

primeiramente gostaria de agradecer a sua visita no meu blog cafe com bolachinha e deixado lá simplismente uma mensagem maravilhosa sobre amizade a qual ate copiei nas minhas coisinhas...
obrigada pelo carinho e seu blog é maravilhoso...lindas poesias...lindas imagens..
muitos beijos
titi

SANTA CRUZ disse...

Valquíria: Lindíssimo adorei, desejo a ti e tua família um Santo e feliz Natal. Beijos.

É NATAL

O Céu se iluminou…
E uma estrela apareceu;
Os anjos cantam hinos:
Nasceu o filho de Deus.
Numa gruta em Belém…
Veio ao mundo o salvador;
Trazendo eu suas mãos:
A verdade paz e amor.
Seu berço foi uma Manjedoura…
Pobrezinha sem igual;
Que as bênçãos do Deus menino:
Se renovem neste Natal.

Autor: Santa Cruz (Diácono Gomes)
Deposito Legal Nº 308606/10 ISBN Nº 978-989-8261-88-5